Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quarto Minguante

Quarto Minguante

04/01/18

Como se faz uma... Mãe?

 

 

 

 
 

 

 

Não é como um bolo, que basta juntar ovos, açúcar, farinha e bater. Mas uma mãe? É igualmente doce. E cresce tanto como se levasse fermento. Faz-se enorme, quando quer proteger os filhos e todos que lhe são (de alguma forma) queridos.

Não é como uma limonada. Que basta-nos cortar o limão e espremer. Raspar a casca ou cortar uma rodela, para embelezar o jarro e juntar gelo... Não! Mas uma mãe também conhece os amargos de "boca". Também se rala como a casca. Se "divide" em fatias, para se doar um pouco a tudo e todos, além de ser tão cristalina que é a própria jarra, da flor. Qualquer copo de sumo fresco!

Não é como quem planta uma batata, mas a mãe provem duma semente, que também foi crescendo. E quando nasce, já fez de quem a teve, uma mãe à altura! Uma criatura que jamais será igual a si mesma, desde que a pariu.

Não é como um bilhete para um espectáculo em que vibramos e batemos palmas. Ouvimos música e sorrimos, mas é quase! Já que a mãe... é o espectáculo, em si! Mesmo triste, faz-se bem disposta. Canta e ri. Leva-nos a passear e abraça-nos, orgulhosa, ao descermos do escorrega. Marcarmos um golo . Chegarmos à meta, mesmo em último lugar! E foram as palmas dela que nos ajudam a não desistir, lá atrás, quando a "dor de burro" nos enfraquecia!

Uma mãe, ninguém sabe muito bem como "aparece" em qualquer mulher, que cresce. Muitas pensam que a maternidade não lhes faz falta e quando do "nada" surge ... não a renegam. És, mãe, pronto! Porque ser Mãe, está implícito nos genes.

Mãe... também é aquela que cuida, sem gemer no parto. A que pega ao colo (Mãe do coração)! É a que substitui, uma, quando esta falta. A madrinha, a tia... a avó!  É quem se compromete e entrega...para toda a vida a outro ser, o mais desinteressadamente possível, numa entrega completa e inequívoca!

Não! A mãe não nasce nas árvores como a fruta, nem vem dos galinheiros como os frangos. Contudo: faz umas tartes de maçã e um galo assado no forno... de que os filhos já casados, se lembram com água na boca! Mãe, é... O princípio de tudo. Nunca o fim de alguma coisa. Porque ela perdoa. Ama, cuida, protege, até que os seus olhos se fechem.

 

Como se faz uma mãe? Que me importa...

Obrigada, mãe, por tudo o que passaste por mim e me dás.

 

 

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

George R.R. Martin

"Erguemos os olhos para as mesmas estrelas, e vemos coisas tão diferentes".

.
Web
Analytics


hit
counter